Infinitos 2017's

Que versão de 2017 queremos viver?

Pense no número absurdo de eventos nos quais tomamos parte todos os dias. Decisões, conversas, interações. E se existissem infinitos universos — um Multiverso — em que cada um desses eventos aconteceu de uma maneira diferente? E se de repente você acordasse num desses universos alternativos, em que sua vida é totalmente diferente?

Adeus ano velho

Partindo da premissa do livro, parei para pensar em versões alternativas do mundo de 2016, em que talvez não tenham acontecido tantas coisas ruins. De qualquer forma, eu e você estamos presos a essa versão dos acontecimentos. Considerando que ainda não criamos uma forma de viajar entre esses universos paralelos, só podemos aprender com nossos erros e seguir em frente.

Feliz ano novo

2017 acabou de chegar. Usando uma linguagem científica de maneira bastante grosseira, seria como dizer que a função de onda de 2017 ainda não colapsou para um estado definido. Nesse momento, todas as versões deste ano se sobrepõem num emaranhado de possibilidades.

Data Scientist Manager, learning addict and music maniac| adautobraz.neto@gmail.com |

Data Scientist Manager, learning addict and music maniac| adautobraz.neto@gmail.com |